BIOTINIDASE – Teste Qualitativo ou Quantitativo ?

Em 2015, a Secretaria de Atenção à Saúde, que integra o Departamento de Atenção Especializada e Temática, do Ministério da Saúde disponibilizou exemplares da publicação Triagem Neonatal – Deficiência de Biotinidase”.

Neste material ficou evidenciada a conduta de trabalho para o Programa Nacional de Triagem Neonatal para Deficiência de Biotinidase, principalmente no que se refere aos testes chamados Qualitativos e Quantitativos. Abaixo transcrevemos trecho do material para a correta interpretação:

 

Ministério da Saúde
Triagem Neonatal Deficiência de Biotinidase

 

“Para a Triagem Neonatal da Deficiência de Biotinidase é necessária a realização de um teste de triagem (qualitativo), de um teste confirmatório (quantitativo) e do estudo complementar dos pacientes afetados e familiares, além do acompanhamento ambulatorial e tratamento das crianças identificadas como portadoras da Deficiência de Biotinidase.”

 

 

 

 

Grupo de amostras deficientes.

Grupo de amostras Normais.

Protocolo do Teste de Triagem Neonatal Qualitativo em papel filtro

Poderão ser utilizados ensaios colorimétricos, fluorimétricos (parcial ou total), que serão classificados como suspeitos até a confirmação ou não do diagnóstico, estabelecido a partir do Teste Quantitativo da atividade de biotinidase, podendo ser complementado com estudo genético-molecular.

 

 

 

Teste Confirmatório (quantitativo)

“O Teste Confirmatório consiste na dosagem quantitativa da atividade da biotinidase, podendo ser realizado de acordo com a metodologia proposta por Wolf et al. (1983), recomendada pelo Comitê de Controle de Qualidade Laboratorial – Grupo de Trabalho do Colégio Americano de Genética Médica (ACMG) (Cowan et al, 2010).”

 

Exemplo da Curva de Calibração do Kit NeoLISA BIOQ

Portanto, fica esclarecido que os ensaios de triagem são realizados com o chamado Teste Qualitativo.

Já o Teste Quantitativo é parte do processo confirmatório. É importante esclarecer que existe uma diferença significativa no custo de ambos. Torna-se imprescindível avaliar essas diferenças para um melhor aproveitamento dos recursos provenientes do Ministério da Saúde e não comprometer a sustentabilidade do serviço de referência.

 

 

A INTERCIENTIFICA é pioneira ao disponibilizar em um mesmo produto tanto o Teste Qualitativo, quanto o Quantitativo. Uma oferta completa para os laboratórios de Triagem Neonatal, realizando a Fase IV do Programa Nacional de Triagem Neonatal.

Esse produto pode ser integrado à nossa plataforma de ensaios, totalmente automatizada, a Nimbus NeoLISA, para a análise da atividade enzimática, simultaneamente a outros ensaios.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (12) 3949-9700 ou e-mail ic@intercientifica.com.br.

 

20.01.2016